Marabá, 14 de junho de 2021

INSTITUIÇÕES DA IGREJA NO BRASIL DISCUTEM, EM REUNIÃO, A SEGUNDA FASE DA AÇÃO SOLIDÁRIA EMERGENCIAL “É TEMPO DE CUIDAR”

22 de abril de 2021   .   

 

Foto:  CNBB

Representantes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cáritas Brasileira e Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) promoveram uma reunião virtual na segunda-feira, 19, com instituições da Igreja no Brasil para discutir a segunda fase da Ação Solidária Emergencial “É Tempo de Cuidar”.

A campanha que arrecadou mais de 5 milhões de quilos de itens alimentícios no ano passado; neste ano busca promover ações de enfrentamento à fome, no contexto em que o Brasil tem 125 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar, de acordo com a pesquisa “efeitos da pandemia na alimentação e na situação da segurança alimentar no Brasil”.

Segundo dom Mario Antônio da Silva, vice-presidente da CNBB e presidente da Cáritas Brasileira, o momento foi um importante espaço de articulação. “A reunião de hoje nos ajudou a retomar as ações positivas, a inovar com novas articulações e projetos para avançar com agilidade na solidariedade e nos comprometer com a ‘É tempo de cuidar’, iniciativa que prossegue neste ano de 2021 com a participação de várias entidades que somam forças e novas iniciativas como respostas ao agravamento da pandemia com a crise na saúde e na alimentação das pessoas necessitadas”, disse.

Também participaram do momento representantes da Associação Nacional de Educação Católica, da União das/os Superiores Gerais de Congregações Brasileiras e do Movimento de Educação de Base.

A Ação Emergencial

Ação Solidária Emergencial “É tempo de Cuidar” foi lançada no dia 12 de abril do ano passado, Domingo de Páscoa, com a intenção ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar, e entrou em sua segunda fase no Domingo da Misericórdia, dia 11 de abril, a partir da homenagem proposta pela CNBB em solidariedade às vítimas da COVID-19 que estimulou o repicar conjunto dos sinos das paróquias de todo o Brasil.

Com um alcance de mais de 1,1 milhão de pessoas beneficiadas, foram arrecadados em recursos financeiros mais de R$ 4,5 milhões e distribuídos cerca de 5,9 milhões de quilos de alimentos. O balanço aponta ainda que as populações em situação de vulnerabilidade receberam 713 mil refeições prontas, 675 mil peças de roupas e calçados, além de 405 mil kits de higiene pessoal e 409 mil equipamentos de proteção individual.

“É tempo de cuidar” continua com seu propósito de ajudar a combater a fome no Brasil. Para tanto, está desenvolvendo ações de mobilização, as quais pretendem atingir não somente as entidades da Igreja, mas também as organizações dos mais diversos segmentos da sociedade civil, por meio do estabelecimento de parcerias e desenvolvimento de projetos conjuntos.

Fonte: CNBB

FacebookWhatsAppTwitter

VEJA TAMBÉM