Marabá, 29 de fevereiro de 2024

A Solenidade de Corpus Christi em Marabá

21 de junho de 2019   .    Notícias da Diocese

Por Dom Vital Corbellini, Bispo de Marabá – PA

A Solenidade de Corpus Christi reuniu milhares de pessoas na Praça São Félix de Valois em Marabá, Diocese de Marabá, provenientes de todas as paróquias da cidade de Marabá e de outras cidades. O tapete foi confeccionado por comunidades, paróquias da cidade, na parte da manhã, com os símbolos da eucaristia, do Senhor Jesus, as oferendas do pão e do vinho. A missa foi presidida pelo Bispo de Marabá, Dom Vital Corbellini e
concelebrada por todos os padres da cidade de Marabá e de outras paróquias que estiveram presentes. O Senhor abençoe a todas as pessoa que proporcionaram este acontecimento bonito ao redor do Cristo eucarístico, da sua presença no corpo e no sangue, pão e vinho consagrados. O tema foi: Com Jesus Cristo eucarístico, celebramos 40 anos de Diocese de Marabá. Estamos num ano festivo, de jubileu, celebrando os 40
anos da Diocese de Marabá. Com Jesus eucarístico queremos continuar a missão
evangelizadora na Diocese de Marabá.
Festejamos a festa do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo. É uma grande festa do cristianismo e do catolicismo porque nós acreditamos na presença real de Jesus no pão e no vinho consagrados. Nós adoramos essa presença que traz conforto, paz, amor para os nossos corações. Neste dia temos presente como temas de reflexão para todo o povo de Deus a Aliança, a Comunhão e a Solidariedade. São três palavras bastante interligadas porque elas especificam o valor do pão que é Jesus encarnado. “Fazei isso em memória de mim”(1 Cor 11,24). “Eis que eu estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos”(Mt 28,20). “Foi a mim que o fizestes”(Mt 25,40).Jesus é o pão que comungamos. Ele é o alimento por excelência para a nossa vida,
superior ao maná no deserto no qual o povo de Israel se alimentou quando não tinha nada para
comer. No entanto aquele alimento não tinha em sua essência a vida que conduz à vida divina.
Só Jesus pode nos dar esse alimento, porque ele mesmo é o alimento do Pai para todo e qualquer ser humano. Se não comerdes do pão que eu darei e não beberdes do meu sangue não
tereis a vida em vós. É preciso comer de sua carne e beber de seu sangue. Jesus é o pão que comungamos. Ele é o alimento por excelência para a nossa vida, superior ao maná no deserto no qual o povo de Israel se alimentou quando não tinha nada para comer.   No entanto aquele alimento não tinha em sua essência a vida que conduz à vida divina. Só Jesus pode nos dar esse alimento, porque ele mesmo é o alimento do Pai para todo e qualquer ser humano. Se não comerdes do pão que eu darei e não beberdes do meu sangue não tereis a vida em vós. É preciso comer de sua carne e beber de seu sangue. A solenidade do Corpus Christi foi muito bonita e participativa.

 O Senhor abençoe os padres e todo o povo de Deus que veio celebrar conosco no dia 20 de Junho em Marabá.

FacebookWhatsAppTwitter